Etiquetas

,

Misael, 6 anos, Paulo, 9, e Guilherme, de 7, tiveram uma tarde de faz de conta com um realismo nunca antes imaginado pelo trio. No Dia das Crianças, em plena Marejadinha, eles embarcaram com a família no primeiro passeio de escuna da história da Marejada. Em 26 anos de festa, essa é a primeira vez que o rio e o mar tornam-se tão íntimos da programação. Era 14h quando a tripulação anunciou que a embarcação zarparia. E a história que até então era somente brincadeira de criança, virou verdade, com cenas para nunca mais sair da memória.

O embarque foi no píer da Vila da Regata, local onde está sendo realizada a Marejada esse ano. Na recepção, piratas que já avisam que o passeio será de diversão e boas imagens. Como os meninos, várias outras pessoas, crianças e adultos, ansiosos em ver Itajaí por um outro ângulo.

Durante o passeio, a fantasia se mistura à realidade, e os piratas interagem com os passageiros. Sobem no mastro das velas, simulam lutas de espada, emprestam um balaio repleto de roupas e adereços para que os visitantes também se sintam donos dos mares. Destaque para o Capitão Muvuca, itajaiense de 51 anos que passou parte da vida viajando o Brasil na companhia de Beto Carrero. Agora, ele é uma das atrações do Barco Pirata do Capitão Gato que, além da Marejada, realiza passeios em municípios da região durante outros períodos do ano.

A tripulação de seis pessoas passou por cursos oferecidos pela Marinha que vão além da questão prática da adequada utilização do barco. Eles passaram inclusive por aulas de relação pessoal. Tudo para garantir um passeio com segurança e bom humor. O passeio custa R$ 25 e a escuna sai a cada hora, durante o dia, do píer nos fundos da Vila Regata. Dependendo do clima o trajeto é pelo Itajaí-Açu, até a altura da fábrica de papel, na Barra do Rio.

Anúncios