Etiquetas

, ,

Emerson Gomes, o Caco, é bi campeão do festival que está na 2ª edição. O pescador que trabalha no mar desde os 14 anos de idade estaria embarcado, mas apareceu para participar do Concurso de Histórias de Pescador na 25ª Marejada, neste Domingo (16/10). Mais uma vez, ele ficou em primeiro lugar. No ano passado, Caco conquistou os jurados contando que pescou uma baleia nos molhes da Praia de Atalaia e dessa vez foi com uma história de tartaruga que ele faturou o prêmio de R$ 1,5 mil.

Para o segundo lugar os jurados escolheram a história de Luzair Lauro Martins, que já foi pescador profissional e hoje comanda o Grupo Folclórico Filhos da Terra, uma das atrações da Marejada. Ele faturou R$ 1 mil.

Uma mulher foi a vencedora do prêmio de R$500. A professora  Rita de Cássia Cruz, filha de pescador, ficou com o terceiro lugar contando uma história que ouvia quando pequena e nunca esqueceu. O Festival Histórias de Pescador contou com 15 participantes que contaram desde lendas, contos e causos que envolvem os homens e mulheres ligados ao mar e à pesca.

Quem roubou a cena logo no início do concurso foi uma visitante da festa que veio da Capital catarinense. Dona Bilica interagiu com o público e fez toda a plateia que lotou o palco Sardinha na Brasa cair na risada. A personagem interpretada pela atriz Vanderléia Will é uma mostra da cultura da região desde a aparência até o sotaque, que chama a atenção. “Acho muito importante esse tipo de resgate envolvendo a comunidade, porque a nossa cultura está muito apagada, esquecida e não podemos deixar que isso aconteça”, comentou a atriz.

Anúncios